Normas projeto de pesquisa

 

Normas internas para elaboração de projeto de pesquisa

Atualização: 18/02/2017

 

I. Características gerais. A regra geral para preparar um projeto de pesquisa é que ele deve propor estudar um problema científico/tecnológico relevante, ao mesmo tempo em que se demonstra a capacidade do proponente em executá-lo, dentro de um orçamento razoável.

II. Estrutura do projeto. O projeto deve seguir a estrutura recomendada pelo CNPq, contendo

  • Na primeira página:
    • Título
    • Equipe executora e instituição
    • Palavras chave
  • Na segunda página: resumo, de até 6000 caracteres
  • Na terceira página: mesmas informações da primeira e segunda páginas, porém em inglês
  • 1. Qualificação do principal problema a ser abordado
    • Deve conter a justificativa para realização da pesquisa, incluindo uma breve revisão de literatura, uma clara identificação das lacunas do conhecimento científico que o projeto irá estudar. A revisão de literatura deverá indicar claramente o que se sabe sobre o problema em questão, por essa razão a revisão da literatura recente é essencial.
    • Formule adequadamente as suas premissas e as suas hipóteses.
    • A experiência anterior da equipe proponente deverá ser destacada.
    • Não há limite de páginas, mas concisão é essencial. Para projetos de mestrado, 2- 3 páginas, para projetos de doutorado, até 5 páginas. Deve-se evitar escrever coisas desnecessárias que distraiam do foco do projeto.
  • 2. Objetivos e metas a serem alcançados:
    • Normalmente é definido um objetivo principal, que às vezes é muito semelhante ao título do projeto, e alguns objetivos específicos, ou metas.
    • Uma maneira clássica de redigir um objetivo é na forma de uma hipótese a ser testada. A maioria dos projetos podem ser escritos ao redor de uma hipótese, embora em alguns casos isso não seja essencial.
  • 3. Metodologia
    • O ideal é que a metodologia seja associada a cada objetivo específico. Normalmente a metodologia tem uma ou mais seções genéricas (área de estudo, modelo a ser usado, etc.), e várias seções específicas, sendo uma relacionada a cada objetivo específico.
  • 4. Cronograma de execução
    • Novamente, o cronograma deve estar associado aos objetivos específicos e à metodologia. Uma linha de cronograma para cada objetivo específico.
    • Outras linhas podem ser adicionadas de acordo com necessidades específicas do projeto de tese (revisão de literatura adicional, redação da tese, defesa da tese, etc.)
    • O cronograma deve se adequar aos prazos máximos estabelecidos para a execução do projeto, seja pelo financiador, seja pela duração do curso de pós-graduação envolvido
    • O cronograma deve ser o mais realístico possível, pois é a melhor maneira de acompanhar a execução do projeto. Além disso, para projetos submetidos a agências de financiamento, é uma das melhores maneiras que os revisores têm para verificar a exequibilidade do projeto.
  • 5. Indicadores de acompanhamento
    • Os indicadores de acompanhamento são marcadores para identificar se a pesquisa está sendo conduzida dentro do cronograma. Geralmente indicam um produto claramente definido que estará concluído dentro de determinado prazo.
    • Exemplos:
      • “Código compilado e calibrado até o mês 5”
      • “Todas as simulações executadas até o mês 10”
      • “Artigo científico submetido para publicação até o mês 12”
  • 6. Principais contribuições científicas do projeto
    • Esta seção é uma nova oportunidade para destacar quais são as principais contribuições científicas ou tecnológicas do projeto
  • 7. Orçamento
    • As despesas devem ser divididas em quatro categorias:
      • Pessoal técnico e científico: inclui as bolsas a serem pagas durante a execução do projeto
      • Despesas de capital (material permanente)
      • Material de consumo
      • Passagens e diárias
    • Todas as despesas devem ser justificadas. De maneira geral, quanto mais cara e não tradicional for uma despesa, mais completa deve ser a justificativa do seu gasto
    • Cada categoria de despesa deve ser totalizada
    • Passagens e diárias devem seguir as resoluções normativas específicas do financiador do projeto
    • Se forem solicitados recursos para serem usadas no exterior, informar o preço em dólar, a cotação da moeda usada na elaboração do orçamento
    • Se for importar equipamento, solicitar despesas para importação, estimadas em 20% do valor do equipamento.
    • Para definições de material permanente e de consumo, consultar a Portaria 448 de 13 de setembro de 2002 da Secretaria do Tesouro Nacional, ou outra que a substituir
  • 8. Estimativa dos recursos financeiros de outras fontes e disponibilidade efetiva de infraestrutura e de apoio técnico para o desenvolvimento do projeto
    • Deve descrever concisamente a estrutura já existente para o desenvolvimento do projeto, e a contra-partida da instituição executora.
    • A infra-estrutura existente mais o solicitado no orçamento devem ser suficientes para a execução dos objetivos propostos.
  • 9. Referências bibliográficas

 

III. Tamanho do projeto. O projeto de pesquisa não deve ter limitação de número de páginas, embora este deva ser razoável. Entre 10 e 20 páginas (fonte 11, espaço duplo) para projetos de mestrado e doutorado ou projetos com orçamento de 5 dígitos, e entre 20 e 30 páginas para projetos com orçamento de 6 dígitos.

 

IV. Produção científica de projetos de pós-graduação. Projetos de mestrado devem ser estruturados de modo a produzir um artigo científico ao final do projeto. Projetos de doutorado devem ser estruturados de modo produzir três artigos científicos ao final do projeto.

 

V. Outras recomendações

  • O texto de um projeto de pesquisa deve ter correção ortográfica e gramatical, clareza, e ser conciso sem ser omisso.
  • Normalmente se usa fonte Times New Roman 11 ou 12 pt.
  • Tabelas e legenda de figuras devem ser escritos usando uma fonte 1 pt inferior ao do resto do texto.
  • Não use linhas para dividir o interior das tabelas. Use apenas linhas horizontais delimitando a tabela como um todo, para dividir o cabeçalho da tabela do seu corpo, e eventualmente para separar totalizações, como no caso do orçamento.
  • Use margens padrão (2,5 cm de cada lado, ou 3 cm do lado esquerdo e 2,5 cm ao redor). Figuras e tabelas devem respeitar as margens. É uma péssima ideia diminuir o tamanho das margens (ou o tamanho da fonte) para diminuir o tamanho do projeto.